Posters
« Back
Urticária Multiforme ou Eritema Multiforme? - Exercício de diagnóstico diferencial da vida real
EP37695
Poster Title: Urticária Multiforme ou Eritema Multiforme? - Exercício de diagnóstico diferencial da vida real
Submitted on 23 Sep 2021
Author(s): Maria Beatriz Morgado, Rita Ramos de Carvalho, Helena Manso, Inês Pirra
Affiliations: 1- USF Cova da Piedade, 2- USF Planalto, 3- UCSP Lapa, 4- USF São João da Talha
This poster was presented at III Jornadas Multidisciplinares de Medicina Geral e Familiar
Poster Views: 254
View poster »


Poster Information
Abstract: Introdução: A urticária multiforme (UM) consiste numa reação de hipersensibilidade frequentemente subdiagnosticada, dado mimetizar outras dermatoses, nomeadamente o eritema multiforme (EM).

Descrição do Caso: Criança de 3 anos, do sexo feminino, sem antecedentes de relevo, recorreu à Urgência Pediátrica por erupção cutânea macular pruriginosa do tronco e membros, com 24h de evolução. Assumiu-se uma erupção urticariforme, tendo sido prescrito anti-histamínico oral. Dois dias depois, a criança retornou à Urgência por aumento das lesões e da área corporal afetada. Referia ainda tosse e rinorreia. Negava outros sintomas ou a toma de outros fármacos. À observação, apresentava máculas e pápulas policíclicas nas coxas, tronco e face, com halo eritematoso e centro claro, pruriginosas, desaparecendo à digitopressão; sem atingimento das mucosas ou superfícies palmo-plantares. Foram colocadas as hipóteses diagnósticas de UM e EM. As caraterísticas das lesões, a faixa etária e a evolução temporal foram fatores determinantes na hierarquização destas hipóteses, a favor da UM. Foi mantida a terapêutica previamente prescrita e verificou-se a resolução completa do quadro ao 8º dia.

Discussão e conclusões: A UM carateriza-se por maculo-pápulas eritematosas, policíclicas, pruriginosas, sem envolvimento das mucosas, em idade pediátrica. É uma condição benigna e autolimitada, potencialmente secundária a um contexto infecioso. Contudo, no caso apresentado, o dermatografismo não foi avaliado e não se verificou angioedema facial ou das extremidades, comuns na UM. Por sua vez, o EM é mais frequente em adultos, sendo caraterizado por lesões fixas, em alvo, que revolvem em 3 a 5 semanas. Em conclusão, perante lesões anulares de halo eritematoso e palidez central em idade pediátrica, devem considerar-se as hipóteses de UM e EM, cujos diagnósticos são clínicos e desafiantes. Dado tratarem-se de entidades clínicas distintas, com diferentes abordagens e prognósticos, considera-se de extrema importância a sua distinção através de uma história clínica detalhada e exame físico pormenorizado.
Summary: -References: Referências Bibliográficas: 1. Pinho, L., Oliveira, S., Silva, Urticária Multiforme, Acta Pediátrica Portuguesa, 43, 41-42 (2012). 2. Oliveira Santos, I. et al. Um Caso de Urticária Multiforme em Criança. J. Port. Soc. Dermatology Venereol. 78, 389–393 (2020). 3. Monteiro, D. R. & Fernandes, S. Urticária multiforme: a propósito de um caso clínico. Rev. Port. Clínica Geral 37, 257–263 (2021). 4. Starnes, L., Patel, T. & Skinner, R. B. Urticaria multiforme - A case report. Pediatr. Dermatol. 28, 436–438 (2011). 5. DynaMed. Erythema Multiforme. EBSCO Information Services, 2021. https://www.dynamed.com/condition/erythema-multiformeReport abuse »
Questions
Ask the author a question about this poster.
Ask a Question »

Creative Commons

Related Posters


Screen hours, Room, Number of Gadgets and Their Relation to Sleep Quality among Allied Health Students Enrolled in Online Class
Chew, Carol; Adap, Joyce Ann; Balmes, Joshua Angelo; Basilio, Iva Kolin; Dela Pedra, Myrra Mae; Escabarte, Carlos Jose; Zamora, Maybelle Anne

MUSCULOSKELETAL SYMPTOMS AND ASSOCIATED RISK FACTORS INCOLLEGE STUDENTS UNDERTAKING ONLINE LEARNING
Manaeg, Shannen; Dela Cruz, Aaron Paul Gabriel, Dela Cruz; Jose Angelo; Fabricante, Ira May; Manguiat, Janesia Kryssle; Santos, Ronan Ezra; Fernandez-Tiongco, Angelica

CERVICAL FIBROID PARODYING AS VAGINAL PROLAPSE
DR GEETANJALI KRISHNAN, DR SATHYA BALASUBRAMANIAM

Developing a robust Quantitative Systems Pharmacology model of adeno-associated virus (AAV) based gene therapy for clinical applications
Satyajit Rao, Jatin Narula, Zhiwei Zhang, Haobin Luo, Glen Ko, Cynthia J Musante, Nessy Tania

ISTHMOCELE A RECAP
DR RAJASRI,DR GEETANJALI